Tomate: História e curiosidades

Apesar de botanicamente ser um fruto, nutricionalmente o tomate é um legume. E um dos mais apreciados à escala mundial, existindo milhares da variedades, cada um com a sua forma e cor.

Tomate: História e curiosidades
Tomate: História e curiosidades

Tomate oriundo da América Central onde terá sido cultivado pelos Astecas, o tomate conhecido como solanum lycopersicum no mundo científico, é um dos Frutos mais cultivados e populares em todo o mundo. Atualmente, existem milhares de variedades com diferentes cores que vão desde o amarelo, verde, roxo, branco ou bicolor como vermelho, com forma arredondadas, lisos.

Diz a história que terá sido trazido para Europa apenas no século XVI, por ação dos navegadores que na altura atravessavam continentes. Numa fase inicial terá sido apenas uma planta ornamental, para mero deleite dos olhos, só mais tarde, por volta do século XVI, passaria a integrar a lista de alimentos. Itália terá sido o primeiro país europeu a desenvolver o cultivo da espécie de cor amarela na altura. Daí virá o nome pomodoro “Maça de outro”, palavra que designa o tomate em italiano.

 

Por cá em Portugal, o tomate é muito popular e apreciado. Presente de norte a sul do país, região do oeste, o Algarve e o grande Porto apresentam uma maior concentração produtiva, com espécies como o alongado, chucha, cacho, redondo ou sulcado.  Nos últimos anos, fruto de fortes apostas tecnológicas e desenvolvimento de novos processos produtivos, tornaram-se comuns entre nós as variedades mini, das quais os Cherry é o mais popular. O coração de boi é sumarento, carnoso e extremamente saboroso, embora muitas vezes feio, é a espécie mais tradicional e tem vindo a decrescer.

Quando cultivado em regime de ar livre, apanha do tomate acontece entre junho e setembro, cada planta pode originar entre 5 a 7 kg de tomate. O clima Ameno e sem grandes extremos de temperatura, sol direto durante várias horas e luminosidade abundante existente explicam o sucesso dos nossos solos, deste fruto, como é considerado no mundo Botânico. Talvez seja mesmo a questão mais controversa quando o tema é o tomate, uma vez que uma grande maioria vê como um legume e que o facto de ser menos doce do que os outros frutos e a sua preparação culinária andar muito próxima dos legumes pode induzir a erro quanto à sua classificação.

Ao natural, nas saladas, assados, grelhados, sumos e molhos, ou até sabores doces, no caso das compotas, o tomate nunca passa despercebido, seja como acompanhamento ou assumindo protagonismo total de uma receita. 

Evitar o frio

Uma vez que em casa, o tomate deve ser conservado em ambiente fresco e, preferencialmente numa zona escura. O frigorífico é de evitar, baixas temperaturas quebram as membranas interiores, tornado “farinhento”. Já para não dizer que trava o amadurecimento. Se os comprar meios verdes pode embrulhar numa folha de jornal, colocando-os lado a lado à temperatura ambiente. Ficarão prontos a comer muito mais depressa pela ação do próprio etileno que libertam.

 

Curiosidades sobre tomate 

  • A palavra portuguesa de tomate terá origem castelhana, derivada do nahuatl (língua asteca) tomatl.
  • O livro de receitas de tomate mais antigo terá sido publicado na cidade italiana de Nápoles, em 1692. No entanto, as fontes usadas pelo autor seriam espanholas.
  • Portugal é o terceiro maior produtor de tomate a nível europeu a seguir a Itália e Espanha. No que toca à indústria transformadora, surge como o quarto maior exportador mundial a seguir à China, Estados Unidos da América e Itália.
  • licopeno, antioxidante presente no tomate, tem vindo a ser utilizado pela indústria de cosméticos na produção de cremes que visam neutralizar os radicais livres e reduzir as rugas, a flacidez e as manchas da pele.
  • A cor vermelha característica deve-se à presença de licopeno que abunda no tomate maduro e funciona como antioxidante. 
  • Pelo seu conteúdo em água e potássio é um excelente hidratante, altamente recomendado em tempo de calor.
  • O tomate é reconhecido pelo seu Baixo valor calórico e por estas razões, o tomate deve ser integrado nas escolhas alimentares.