Receita Tradicional da Açorda À Alentejana - o sabor do Alentejo na sua mesa

A açorda à alentejana é reconfortante, é um símbolo da região, é um prato com muitas histórias.

Receita Tradicional da Açorda À Alentejana - o sabor do Alentejo na sua mesa
Receita Tradicional da Açorda À Alentejana - o sabor do Alentejo na sua mesa
Já alguma vez comeram uma sopa e molharam o pão ou colocaram lascas de pão para engrossar? Se já o fizeram e gostam de o fazer, sabem que vão adorar uma açorda confecionada da forma mais tradicional. O Alentejo é vasto, calmo, com paisagens lindíssimas e um povo maravilhoso e acolhedor.
 
Venha daí e conheça um pouco mais da história por detrás deste prato rico em sabor e sabores, claro, sempre com a ajuda de umas boas dicas para o elevar ainda mais ao seu gosto.

Como já tinha dito, este é um prato com muitas histórias.

A sua composição é básica, contém alho, azeite, sal, pão (preferencialmente com algum tempo) água em ebulição e ervas frescas (coentro é a mais usada). Parece simples? Pode ainda acrescentar um pouco de peixe cozido ou frito, um ovinho cozido e assim é tudo ao seu gosto.

Contudo, são as histórias partilhadas à mesa com este prato que perduram no tempo, são as histórias que nos lembramos sempre quando falamos em comer uma boa açorda.

São estes momentos que fazem de algo tão típico e simples do Alentejo, um tesouro de Portugal, candidato a uma das 7 maravilhas da nossa gastronomia.

Lembre-se, qualquer altura é ótima para desfrutar deste prato, preferencialmente na companhia de um bom vinho da região.

A alegria de preparar esta sopa alentejana é apenas superada pelo degustar da mesma no final, por isso reserve o tempo necessário para o fazer, não tem de nos agradecer depois.

Receita Tradicional da Açorda À Alentejana

Ingredientes

  • 3 a 4 dentes de alho
  • 1 molho pequeno de coentros ou poejos
  • Sal grosso q.b.
  • 1,5 l de água
  • 3 a 4 ovos
  • 1 dl de azeite
  • Pão alentejano (duro)

Instruções

  1. Esmagam-se os alhos com os coentros ou poejos e o sal grosso num almofariz.
  2. Coloca-se a água ao lume, com um pouco de sal, até ferver.
  3. Quando começar a ferver, deitam-se os ovos lá dentro com muito cuidado, para não se desmancharem, e deixam-se escalfar durante 3 a 5 minutos.
  4. Deitam-se os coentros ou os poejos e alhos esmagados numa terrina ou tigela funda.
  5. Junta-se o azeite e de seguida, mistura-se a água onde os ovos foram cozidos, ainda a ferver, ou bem quente.
  6. Regam-se as fatias de pão alentejano (duro), servem-se os ovos escalfados e, passados 3 a 5 minutos, está pronta a comer. 

Veja Também: